Linguagem das cores: RGB, CMYK ou PANTONE?

Autor
Belo Digital
Publicado a
Linguagem das cores: RGB, CMYK ou PANTONE?
Linguagem das cores: RGB, CMYK ou PANTONE?

Ao desenvolver uma marca ou uma arte final para impressão, existem vários fatores a ter em conta, sendo a cor um dos mais importantes. RGB, CMYK e PANTONE são três sistemas de cores possíveis, possuindo cada um características diferentes, consoante a sua finalidade. Quer perceber as diferenças? Nós explicamos!

RGB

O RGB (Red, Green and Blue) é o sistema aditivo de cores, utilizado nos meios digitais (televisões, monitores e smartphones), que consiste em adicionar cores para criar outras, combinadas em quantidades variáveis, de forma a garantir o tom desejado.

Todas as cores RGB constituem representações numéricas, formadas por três números, que variam entre 0 e 255, como é o exemplo do “255, 255, 0”, que corresponde ao Amarelo.

A maioria dos softwares de edição, como é o caso do Photoshop, utiliza o RGB como padrão, sendo necessário um extremo cuidado e alta precisão ao desenvolver uma arte final para impressão. Mas, se for preferencial um resultado em CMYK, basta fazer uma transição entre estes dois códigos.

CMYK

O CMYK (Cyan, Magenta, Yellow and BlacK) é o sistema de cores utilizado nas impressoras e fotocopiadoras, que consiste na mistura das cores primárias, para reproduzir as restantes cores do espectro.

Uma curiosidade sobre o sistema CMYK é que a letra K da sigla é utilizada em referência ao blacK, que antigamente era chamada de “Key plate”, uma vez que continha as informações mais relevantes.

Neste sistema, existem 2 tons de preto:

  • Preto puro: preto na totalidade;
  • Preto composto: uma mistura de amarelo, ciano, magenta e preto.

A maior diferença entre estes tons de preto consiste no tempo de secagem após a impressão, pois o preto composto, como é uma mistura de cores, torna-se mais grosso e de secagem mais difícil, podendo danificar papéis mais frágeis.

O RGB e o CMYK diferem na forma como interagem com a luz, ou seja, enquanto o primeiro emite luz própria e forma cores através do vermelho, verde e azul; o segundo não emite luz, mas absorve-a e, em vez de adicionar cores, subtrai quantidades de cada cor primária para formar novas cores.

PANTONE

O sistema Pantone é definido por uma empresa especializada em combinação de cores para artes gráficas. O sistema de cores da Pantone baseia-se na mistura de diversos pigmentos para formar novas cores, possuindo uma gama muito maior de cores que o RGB e o CMYK.

Este é o sistema mais conhecido no mercado e que se tem tornado numa referência. Todos os anos, em dezembro, a Pantone lança a “cor do ano”, muito aguardada por designers, arquitetos, estilistas e outros profissionais, influenciando as tendências nos setores da moda e do mobiliário.

Para construir a “cor do ano”, a Pantone dedica-se ao estudo das emoções culturais e dos sentimentos que estão a ser vividos. Assim foi com a cor do ano 2022, a Very Peri 17-3938. Este tom violeta, resultante da mistura de azuis e vermelhos, procura promover o espírito criativo e refletir a fase de transição que se vivencia, aludindo à fusão da vida moderna com os tons tendência da inovação e do mundo digital.

O sistema de cores Pantone é bastante usado por designers gráficos no momento em que desenvolvem a identidade de uma marca, uma vez que, através deste, é possível criar cores exclusivas, que podem até ser patenteadas, como aconteceu com os tons da Coca-Cola, Google e McDonald’s.

 

 

De facto, escolher o sistema de cores certo é essencial, de acordo com a finalidade pretendida. Para tal, pode contar com os nossos experientes designers para ajudá-lo a tornar as cores da sua marca mais coerentes.  É importante que nas diferentes utilizações da cor (digital, impressão digital e offset), a diferença seja quase impercetível.

Contacte-nos.

Subscreva a
nossa Newsletter