A importância do design nas marcas

Autor
Belo Digital
Publicado a
A importância do design nas marcas
belo-digital-blog-importancia-design-marcas

Quando se olha para o marketing, grande parte dos empresários quer saber os números envolvidos para saber se o seu investimento está a ter retorno. Poucos são aqueles que querem saber a importância que o design teve na elaboração de todas as campanhas, aspeto fundamental para o sucesso dos números. Mas nenhuma campanha terá sucesso se não existir um design planeado e adequado à comunicação que se pretende fazer. É neste contexto que vamos ver qual a importância do design nas marcas.

O que é o design?

De uma forma sintética, pode dizer-se que o design é a combinação da vertente estética com a funcional. Sim, design não é apenas um desenho bonito. É a conjunção de algo com um visual único, mas que determina a forma como um produto ou serviço vai funcionar. Um dos exemplos mais claros desta conjunção está no design de um website, onde toda a parte estética, o que se considera bonito ou feio, dependendo do olhar subjetivo de cada um, necessita de uma parte funcional bem desenhada, para que, no conjunto, o design seja perfeito.

A importância do design

Quando é criada uma marca, muito se fala em conceitos, valores, cultura, visão, missão, valores que estão na sua origem. Mas tudo isto não passa de jargões e palavras. Falta a representação gráfica dessa mesma marca. E é aqui que entra o design. Este não se limita a um desenho da marca, mas sim dar-lhe vida. É esse design que vai ligar a marca às pessoas. Se não se conseguir essa ligação, dificilmente a marca terá sucesso. Assim, um mau design dará sempre origem a um marketing sem sucesso, a uma marca sem expressão no mercado.

Conquistar o público pelos olhos

Quantas marcas não são reconhecidas apenas pelo logo, cores ou mesmo a fonte? Não é um acaso estas marcas terem este reconhecimento. É um trabalho apurado de design, com base em estudos, muitos deles psicológicos, de forma a percecionar os desejos, as vontades, os gostos e as necessidades dos consumidores. Quando o designer idealiza a representação gráfica de uma marca, ele não escolhe uma paleta de cores porque é a sua favorita. Não! Existe um trabalho de pesquisa, onde se procura saber quem são os consumidores dessa marca, os seus gostos, e o que a marca lhes quer transmitir. Por exemplo, existem cores que apelam a uma maior alegria ou tristeza, outras uma sensação de conforto ou mesmo aumentar o apetite!

Também a fonte escolhida é alvo de estudo antes de ser aplicada. No fundo, ela determina uma forma de ser da marca, pois uma fonte com uma estética mais arrojada transmitirá algo diferente quando comparada a uma fonte com um perfil mais sóbrio. Tudo conta, desde o tamanho ao estilo da fonte, logo, é fundamental uma escolha acertada.

Destacar-se pelo design

“Vamos fazer uma campanha promocional.” Qualquer empresa tem sempre esta ideia em mente para promover os seus produtos/serviços. No entanto, o segredo está em fazer uma campanha que se destaque de todas as outras. Novamente, o design assume primordial importância. É fundamental conhecer o público-alvo da marca e criar um design para a campanha, que seja percecionado na perfeição. Depois de captar a atenção, é necessário mantê-la, usando uma boa imagem e um assunto relevante. Caso contrário, o resultado nunca será o pretendido, que é vender, vender, vender.

Vamos melhorar o design?

Seja em que situação for, é sempre possível evoluir no design associado à marca. No entanto, antes de se avançar para uma reestruturação, é necessário ter alguns fatores em consideração.

O ritmo da sociedade atual pede sempre tudo para ontem. Mas, no que concerne ao design, para ser bom, demora tempo. O desenho de um logo e tudo à sua volta é um processo longo, com muita pesquisa, diversas variações do mesmo, até chegar ao resultado consensual de quem o produz.

Por outro lado, a qualidade do design está diretamente ligada ao investimento feito. Como se disse anteriormente, um bom design significa tempo investido. Além do tempo, é necessário um bom designer ou uma boa equipa de designers, ou mesmo uma agência especializada na área. Quanto menor for o investimento em todas estas variáveis, menor será a possibilidade de ter um design de sucesso.

Steve Jobs dizia que o design não é apenas a aparência, mas sim “como funciona”. Por muito bonito que um design seja, se não tiver um aspeto funcional, torna-se apenas algo bonito. Um website pode ser o mais bonito de todos, mas se a experiência do utilizador não for a melhor, será apenas um website agradável à vista, mas sem visitantes.

Por último, fazer design “para o umbigo” é sempre tempo perdido. Quando se faz design é sempre para um público-alvo bem definido, é este que deve ser convencido e, no caso de produtos, físicos ou digitais, ficar agradado com a experiência de utilização dos mesmos. É para este público que a marca, logo o designer, trabalha e quer convencer, agradar, fidelizar, em suma, vender.

Se necessita de um trabalho especializado em design, como construção de uma marca, ou reestruturação da mesma, ou design para um website, a Belo Digital pode ajudá-lo. Contacte-nos!

Subscreva a
nossa Newsletter