A importância das artes gráficas no design de comunicação

Autor
Belo Digital
Publicado a
A importância das artes gráficas no design de comunicação
artes-graficas

Para desenvolver um projeto gráfico, é importante ter em atenção a qualidade de impressão, de forma a que o layout seja valorizado, para transmitir eficazmente a mensagem.

Antes de se dar início ao desenvolvimento de um projeto, é imprescindível definir os aspetos que constituem a arte gráfica, desde o tipo de impressão mais adequado, ao tipo de papel a utilizar e quais os acabamentos pretendidos.

Atualmente, há no mercado vários tipos de impressão, daí o número de materiais impressos também ser elevado. Tais materiais possuem diferentes características, podendo variar a nível de tamanho, formato, quantidade e acabamento.

Conheça os tipos de impressão mais utilizados na indústria gráfica, que se destacam pela sua eficiência e qualidade.

Diferentes tipos de impressão

1. Impressão offset

impressao-offset

Este é o método mais usado, porque, para além de ser excelente para grandes quantidades, é também de impressão rápida, e o resultado é de elevada qualidade, sendo, por isso, possível utilizá-lo em diversos tipos de gramagem de papel e plástico.

Esta impressão adequa-se a cartões de visita, cartazes, desdobráveis e livros, uma vez que trabalha tanto com folhas soltas; como a materiais que exigem grandes quantidades, nomeadamente, revistas e jornais.

 
2. Impressão digital

impressao-digital

Este processo é eletrónico, ou seja, a laser, e traz algumas vantagens, pois implica menor tempo de execução, as impressões são mais baratas, não sendo necessário reparar as cores. Contudo, quando comparada à impressão offset, esta técnica possui um nível inferior relativamente à qualidade final e ao custo/benefício de médias e grandes quantidades.

 

 
3. Serigrafia

serigrafia

Também conhecida como silk-screen, esta é uma técnica de impressão, através de uma tela, onde é aplicada a tinta que, posteriormente, é forçada para a superfície do material que se encontra posicionado abaixo da mesma.

Nesta, é possível produzir tons subtis e esbatidos, com densidade reduzida, sendo maioritariamente utilizada na produção de grandes quantidades de brindes, como camisolas, cartazes e canecas.

 
4. Tampografia

tampografia

Este processo permite a impressão em qualquer tipo de superfície, com diferentes formas e relevos.

Neste método, a imagem é transferida para o material, através de uma peça de silicone que se molda à forma do objeto a ser estampado. Por ser de fácil adaptação, este é muito utilizado em brindes, normalmente pequenos, como canetas, canecas e porta-chaves.

Dado o grande desenvolvimento da indústria gráfica e o constante investimento no melhoramento dos diversos tipos de impressão, cada vez mais é possível produzir materiais com melhor qualidade, em grande escala, e em menos tempo. 

Diferentes tipos de papéis

papeis

De facto, um material gráfico de destaque e de elevada qualidade é essencial para que uma empresa ganhe visibilidade e seja referência no seu setor. Para tal, é fundamental saber qual o tipo de papel mais indicado para o material a ser impresso.

Vários são os tipos de papel existentes no mercado. O papel offset, por exemplo, é muito utilizado em gráficas, pois é de baixo custo e apresenta bons resultados nas impressões de diversos materiais, como folhetos, jornais e livros. Também o papel reciclado é bastante usado, por ser ideal para a impressão de cartazes, cartões de visitas e flyers. O papel couché é igualmente um dos mais requisitados, porque garante a alta qualidade de reprodução de imagens e textos, adequando-se a flyers, cartazes, desdobráveis e cartões de visita.

A gramagem do papel, termo para referir o peso do mesmo, é também um fator distintivo, diferindo consoante o tipo de papel em questão. Conhecer a gramagem é essencial, uma vez que só assim se saberá qual a melhor opção de papel para imprimir um determinado trabalho.

Cada tipo de papel possui, portanto, características próprias, o que os torna mais adequados para determinados trabalhos em detrimento de outros.

Acabamentos gráficos

acabamentos-graficos

O acabamento gráfico corresponde ao processo de finalização de um produto feito em gráfica. Através de variadas técnicas, é possível tornar uma simples impressão em algo mais sofisticado. A estampagem a quente, verniz, corte, vinco, laminação, bordas arredondadas, relevo e refile são alguns dos principais acabamentos gráficos.

 

 

A importância da arte final para a impressão

importancia-artes-graficas

A arte final é o produto de design ou publicidade finalizado a nível técnico, com o rigor e pormenor exigidos pela arte gráfica, tendo em consideração a impressão digital, offset, serigrafia, e todas as outras técnicas já mencionadas.

O principal objetivo da arte final é minimizar a margem de erro no processo de produção, bem como garantir a impressão mais adequada do design.

Desta forma, há que conhecer as diferentes possibilidades e ferramentas existentes, para se tomar as devidas decisões, ajustadas a cada situação.

Caso necessite de algum esclarecimento adicional ou deseje apostar no serviço de design de comunicação, a Belo Digital é a parceira ideal, pois dispõe de uma equipa especializada em Design Gráfico, bem como o melhor serviço de produção gráfica.

Subscreva a
nossa Newsletter